Minha vida atual, que em geral me satisfaz, se divide entre trabalhar 44h semanais como professora e assistente de coordenação pedagógica de uma escola de idiomas, preparar aulas, estudar para o mestrado, terminar um curso sobre Tecnologia da Informação voltada para a educação, ter um namorado morando e trabalhando em outro estado, administrar finanças (da casa, minhas, dele), tentar cuidar minimamente da aparência e, quem sabe, ter algum lazer.  Ainda estou em fase de adaptação.

Sempre fui muito organizada com minhas obrigações e estudos, mas confesso que tudo isso ao mesmo tempo está me deixando confusa. No meio do caminho, por exemplo, acabei desaparecendo do blog. Os estudos do mestrado também desapareceram. Quase perdi o prazo para terminar o curso de T.I. (só preciso cursar 6 módulos em uma semana que tá tudo certo!) e ainda não fechei as finanças de março. Março.

Papelada desorganizada

Decidi procurar ajuda. Comecei lembrando dos conselhos que já havia recebido ao longo da vida. Um deles, para mim o mais importante, foi de um colega de faculdade e estágio, que na época era chefe em outro emprego, cursava a faculdade, estagiava comigo, fazia curso de idioma, academia e ainda morava em outro município, o que fazia com que gastasse horas preciosas no trânsito. O que ele me disse foi bem simples: “Quando estou no trabalho, estou no trabalho. Quando estou na faculdade, estou na faculdade.” E por aí vai. O que isso quer dizer? Quer dizer que costumamos esquecer dessa primeira regra básica e misturar pensamentos e preocupações quando não devemos. Quantas vezes não estamos no trabalho pensando em um problema de casa? E vice-versa? E não podemos estar em dois lugares ao mesmo tempo (ainda). Um dos maiores erros que cometemos quando temos coisas demais para fazer é gastar esse “pouco tempo” justamente pensando que temos coisas demais para fazer. Ficou confuso? Quando tudo parece caótico, costumamos reclamar que precisamos de mais tempo. E nos desesperamos em vez de otimizar aquele que já temos a fim de dar conta de todas as nossas atividades (claro, em alguns casos a solução é realmente diminuir o número de tarefas).

Um dos sites que sempre visito em busca de orientação, embora mais voltado para a organização doméstica, é o Vida Organizada. A Thais é uma excelente profissional e a responsabilidade e cuidado com suas obrigações (além de sua fantástica habilidade de se metamorfosear em Doctor Manhattan) são invejáveis. Algo que me encanta nos posts dela é que não se limitam a manuais do que se deve ou não fazer. A Thais conta também sua própria experiência, o que aplica em sua vida, em sua casa. Ou seja: está dando certo! Para quem não conhece o site, sugiro que comece pelos posts Será que você está perdendo tempo? e Top 10 desculpas das pessoas desorganizadas.

Outro blog profissional bastante conhecido é o Mais Tempo. Um post que me chamou atenção foi sobre as sete medidas básicas e bem simples que devemos tomar para ter mais tempo (ou a sensação de termos mais tempo). Ele fala um pouco sobre como dividirmos triadicamente as tarefas em urgentes, importantes e circunstanciais, além de sugerir alguma ferramenta para nos auxiliar na organização. Já providenciei meu caderninho! Vale a pena conferir: 7 coisas para você ter mais tempo em 2012. E para os que trabalham em casa e sofrem com as distrações, o post Como lidar com as distrações do Home-Office traz dicas muito bacanas.

Será que em seis meses consigo me tornar uma pessoa mais organizada e adaptada a minha nova realidade? Aceito dicas e sugestões!

Categorias: Utilidade | 21/04/2012

Leave a Reply


CommentLuv badge

8 Responses so far.

  1. Rafa says:

    Adoro as dicas da Bruh! \o/ e já estava MORRENDO de saudades dos teus posts!
    Eu tenho que experimentar essas dicas, URGENTE. :D

    [Reply]

  2. Lyra says:

    Eu sou a típica pessoa que vive na maior bagunça de tempo e espaço hahaha. Adorei o post. E o blog sobre organização também!

    Acho complicado se manter organizada com essa rotina louca que a gente tem. A preguiça só que predomina tem horas. Mas logo a gente chega lá!! =D

    [Reply]

  3. Emi says:

    Esse post veio na hora mais certa possível.
    E o conselho do seu amigo também. E não é que é isso mesmo? Acho que um dos meus maiores problemas é justamente essa falta de foco.
    Vou ler todos os posts que indicou. Obrigada! :)

    [Reply]

  4. pinkperry says:

    Olha, vou dar uma olhada nesses sites aí, o vida organizada já ouvi falar, os outros não. O meu maior prblema é que eu até tenho tempo, o que me falta é disciplina para arpoveitá-lo melhor.
    Adorei a referência ao Dr. Manhattan xD

    [Reply]

  5. Oi Bruh! Td bem? Não conhecia seu blog, menina! Post de utilidade pública esse aqui!! Sou péssima em organizar meu próprio tempo, mas a minha rotina anda tão enlouquecedora que tenho aprendido… =]

    Um bjão e volte sempre que quiser lá no Hiper! =]

    [Reply]

  6. Lena says:

    Dica é bom, mas eu – eu, Helena – acho que tirar nossas próprias conclusões nos ouvindo é mais gratificante.
    Pode levar um tempão, mas é o que eu – hoje – acho a melhor saída!

    [Reply]

  7. Thais says:

    hahaha adorei!

    [Reply]

  8. […] a faxina. Tiro um dia e faço tudo. Já tentei quebrar, como alguns blogs que a Bruh sugeriu nesse post dizem para fazer, mas… Quem disse que deu […]